BRAND. For lab. For life.


Informações técnicas
Limpeza (princípios básicos)

Limpeza à mão e à máquina

Os instrumentos de laboratório em vidro e ou plástico podem ser limpos em banho de imersão, ou em máquina lavadora de laboratório. Os instrumentos de laboratório devem ser limpos imediatamente após sua utilização, a baixa temperatura, com curto tempo de ação e com baixa alcalinidade. Os instrumentos de laboratório que tenham entrado em contato com substâncias infecciosas devem ser primeiramente limpos e se necessário,

esterilizados por vapor. Desta maneira se evita incrustrações de sujeira e danos ao instrumento por resíduos químicos eventualmente aderidos.

Nota:
Os instrumentos de laboratório utilizados devem ser desinfetados antes de limpos, caso haja perigo de ferimentos durante a limpeza.

_________________________________________________________________________________________________________

Limpeza cuidadosa

Para proteger os instrumentos de laboratório, limpar imediatamente após o uso, a baixa temperatura, com curto tempo de ação e com baixa alcalinidade. Especialmente em material volumétrico de vidro, evitar limpezas prolongadas a temperaturas superiores a 70 °C em meios alcalinos, pois pode levar a variações de volume por desgaste de vidro e à destruição da graduação.

Informação

A 70 °C, uma solução de sódio hidróxido 1N pode corroer uma camada de aprox. 0,14 μm da superfície de vidro Boro 3.3 (vidro borosilicato 3.3). No entanto, a 100 °C se elimina aprox. 1,4 μm, ou seja 10 vezes mais. Por isso, evite temperaturas de limpeza superiores a 70 °C e use detergentes ligeiramente alcalinos.

_________________________________________________________________________________________________________

Método de fricção

É o método mais conhecido, consistindo na fricção de um pano ou uma esponja embebida em solução de limpeza. Os instrumentos de laboratório nunca devem ser limpos com detergentes ou esponjas abrasivas pois podem danificar a superfície.

Método de banho de imersão

No método de banho de imersão, os instrumentos de laboratório são imersos na solução de limpeza, geralmente a tempertura ambiente, durante 20-30 minutos. Após este tempo, são enxáguados com água e depois com água destilada. Somente em casos de resíduos muito resistentes, deve-se elevar a temperatura do banho e prolongar o tempo de ação!

Banho ultra-sônico

No banho ultra-sônico, é possível limpar instrumentos de vidro e também de plástico. Evitar, de todas as maneiras, o contato direto com as membranas vibratórias.

Limpeza à máquina

A limpeza de instrumentos de laboratório na lavadora é mais suave com o material que a limpeza por banho de imersão. Os instrumentos somente entram em contato com a solução detergente durante as relativamente curtas fases de enxágue, quando a solução detergente é jateada sobre os intrumentos.

  • Para evitar que os instrumentos de laboratório leves sejam agitados e danificados pelo jato das soluções de limpeza, eles devem ser fixados por redes.
  • Os instrumentos de laboratório ficam mais protegidos contra rachaduras se os cestos da lavadora forem recobertos por uma camada plástica.

Instrumentos de laboratório em vidro

Evitar limpezas prolongadas de instrumentos de vidro em temperaturas superiores a 70 °C em meios alcalinos, pois isso pode levar a variações de volume por desgaste do vidro e à destruição da graduação.

Instrumentos de laboratório em plástico

Os instrumentos de plástico, com sua superfície geralmente lisa e não umectante podem ser limpos geralmente sem dificuldade sob baixa alcalinidade.

Os instrumentos de laboratório em poliestireno e em policarbonato, especialmente os tubos de centrífuga, somente devem ser limpos à mão com detergente neutro. Limpezas prolongadas, mesmo com detergentes ligeiramente alcalinos, afetam a resistência. Deve-se comprovar em cada caso a resistência química do plástico.

Limpeza em análise de traços

Para minimizar traços de metais, colocar os equipamentos de laboratório em HCl 1N ou HNO3 1N à temperatura ambiente por não mais de 6 horas. (Vidrarias são normalmente colocadas em solução HNO3 1N em ebulição, por 1 hora).

Depois são rinsadas com água destilada. Para minimizar contaminação orgânica, equipamentos de laboratório podem ser primeiramente limpos com bases ou solventes como álcool.